[Resenha] Por Lugares Incríveis – Jennifer Niven

Por Lugares Incríveis resenha Luiz Nascimento Convéns Cultural

 

Por Luiz Nascimento

“Por Lugares Incríveis” (Editora Seguinte, 336 páginas) é aquele livro que do dia para a noite se proliferou nas mãos dos leitores ávidos que desejavam lê-lo mais do que tudo, e eu, claro, me incluo nesse grupo.

Theodore Finch e Violet Market estudam na mesma escola. Ele, o típico garoto estranho, com passagens pela detenção e  diretoria . Ela, a garota exemplo, popular, editora de uma revista eletrônica. Eles nunca trocaram uma única palavra até o dia em que se encontraram na torre do relógio do colégio, ambos com o mesmo pensamento: se matar. E é com esse enredo um tanto quanto chocante que Jennifer Niven nos apresenta sua história, e daí para frente é impossível querer largar o livro.

E porque um livro que aborda o suicídio como tema recebe o nome de “Por Lugares Incríveis”? (All the Bright Places, no original). A resposta vem quando o professor de Geografia de Finch e Violet decide pedir um trabalho onde os alunos deveriam buscar lugares que os façam se sentir orgulhosos de viver no estado onde moram, Indiana, nos Estados Unidos. Vale dizer que, como professor, achei a ideia genial.

Finch consegue com que Violet seja sua dupla no projeto, e juntos os dois vão desbravando, conhecendo e apresentando ao leitor os lugares mais incríveis de Indiana, e bizarros também. E assim, a cada nova página e a cada novo lugar vamos conhecendo os personagens e descobrindo coisas sobre eles que nos faz sorrir e sentir um aperto enorme no peito a cada novo detalhe sobre os protagonistas.

A cada capitulo vamos descobrindo o porquê de Finch e Violet estarem pensando em se matar lá no começo da história, mas isso não é jogado em nossas caras de maneira crua e fria. Pelo contrário, Niven aborda o tema com muita sutileza, de uma delicadeza que pouco se vê na literatura ou no cinema. É válido citar que ao longo de alguns parágrafos do livro há informações sobre suicídio e maneiras diferentes de cometê-los. Os dados são altíssimos nos Estados Unidos, é assombroso e triste, e nos faz questionar os vários “porquês” que a situação nos coloca.

Por Lugares Incríveis resenha Luiz Nascimento Convéns Cultural

Ao longo da leitura é gratificante acompanhar o desenvolvimento dos personagens e do relacionamento entre eles, você se vê realmente apegado a eles. Percebemos que a autora, de certa forma, vai nos preparando para o final da história, e mesmo já esperando pelo o que acorre, foi inevitável segurar a emoção, e mais uma vez Jennifer Niven consegue fazer com que nos coloquemos no lugar dos personagens, e suas reações e moções não poderiam ser mais diferentes do que as nossas, e então você percebe que o livro, além de tudo, também é humano.

Apesar de ter me travado um pouco no início, o livro entrou fácil para a minha lista de livros preferidos da vida. No entanto, alguma coisa no final me incomodou um pouco. Foi grande a sensação de que ficou faltando algo… mais um capítulo, um epílogo talvez. No mais, “Por Lugares Incríveis” é um daqueles livros que todo mundo deveria dar uma chance. Pode ser que, assim como aconteceu comigo, o livro “converse” com você.

Até a próxima.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s