[Resenha] Dias de Inferno da Síria – Klester Calvancati

Dias de Inferno da Síria

Em novembro de 2014, eu tive a oportunidade de participar de uma palestra que teria a presença do jornalista Klester Cavalcanti. Para quem não sabe, Klester já venceu a maior premiação literária do Brasil, o Prêmio Jabuti, por três vezes. Além disso, ele já trabalhou para importantes veículos de comunicação do país como Veja, Isto é, Estadão, Vip e Viagem e Turismo.

O tema da debate em que o conheci era  “Jornalismo de Guerra” e lá ele pode compartilhar um pouco sobre sua experiência sobre o assunto, que acabou se tornando um livro: “Dias de Inferno da Síria”, publicado pela Editora Benvirá.

Em maio de 2012, Klester saiu do Brasil com a missão de registrar a realidade da guerra civil da Síria, iniciada em março de 2011. Partiu para Beirute com toda a documentação em ordem e um contato esperando-o na cidade de Homs, então epicentro do conflito. Mas acabou preso pelas tropas oficiais, torturado e encarcerado por seis dias, com mais de 20 detentos.

“Dias de Inferno da Síria” é um livro incrível. Por diversas vezes eu me emocionei, fiquei com um aperto no coração. Mesmo sabendo que tudo iria acabar “bem” (já que eu fui a uma palestra em que o jornalista estava lá vivinho), mas, não tinha como não ficar preocupado e tenso com tudo o que é narrado.

Cada lugar, cada pessoa, cada emoção tudo foi muito bem escrito e detalhado para que o leitor se sentisse dentro da situação. Além disso, em vários momentos Klester dá uma aula de como faz o jornalismo: como chegar nas fontes, como conversar com elas sem que elas se sintam intimidadas a falar,  entre outras detalhes que para um estudante do curso como eu, são dicas preciosas.

Emocionante, tenso e por algumas poucas vezes engraçado (o livro têm alguns momentos cômicos) “Dias de Inferno na Síria” retrata a os estragos de um guerra pela perspectiva de uma pessoas que viveu todo esse horror. Então sente-se, leia, chore e depois de tudo reflita: “Uma guerra vale tudo isso?”.

E só pra constar: segundo informações da jornalista Patrícia Kogut – colunista do jornal “O Globo” – o texto de “Dias de Inferno da Síria” será adaptado para as telonas, sob direção de Caco Ciocler. Ainda não existe uma previsão de quando o filme será lançado, mesmo assim, fiquei muito feliz com a notícia e já estou ansiosamente aguardando pela estreia.

Aproveitando o espaço, parabenizo a equipe da agência “Jornal Jr”, da UNESP de Bauru pela organização do evento. Os estudantes das outras universidade (como eu) fomos muito bem recebidos por vocês. Obrigado por esse evento incrível e inesquecível.

Até a próxima.

Ednan_e_KlesterCavalcanti

Eu e o jornalista Klester Cavalcanti, após o evento “Jornalismo de Guerra” que aconteceu na UNESP de Bauru.

Dias de Inferno na Síria - autografado

Livro “Dias de Inferno da Síria” autografado. *-*

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s