Resenha: “O Motivo”, de Patrick Ness

askandanswer patrick ness

“O Motivo”, primeiro livro da trilogia Mundo em Caos, do autor Patrick Ness, apresenta aos leitores um mundo de ruídos e segredos, com personagens tão intensos que vão te deixar aflito até o último capítulo dessa leitura. E hoje, eu venho comentar com vocês um pouco sobre este livro! Confira!

A história acompanha Todd Hewitt, um garoto de doze anos que em um mês irá se tornar um homem. Logo de cara, o leitor percebe que no mundo de Todd as coisas são diferentes. Lá os anos são contados em 13 (treze) meses, e todos se tornam homens ao completarem 13 (treze) anos de idade. Faltando apenas um mês para se tornar um homem, Todd é obrigado a fugir de sua cidade após presenciar um “vazio” no ruído da cidade, e por consequência disso, toda a cidade quer matar Todd de uma hora pra outra. Calma! Você não está lendo errado! Eu disse ruído mesmo. No mundo de Todd, os homens possuem uma condição que se chama ruído, que é uma forma de ouvir os pensamentos de todos, pois no planeta de Todd, todas as pessoas e animais estão conectadas em seus pensamentos. Então não se surpreenda quando os cachorros começarem a latir o nome de seus donos, ou as vacas e cavalos pensarem “alto demais” quando querem dormir, ou estão com fome. Hahahaha! Você literalmente vê o pensamento de todos se exaltando pelas linhas do livro.

o motivo patrick ness o motivo patrick ness

Mas ainda não comentei sobre os outros personagens da história. O “vazio” no ruído que Todd presencia faz parte de um dos segredos escondidos pelo prefeito e a população de Prentissburgo: a ausência de mulheres. No mundo de Todd não existem mulheres. Elas foram extintas durante o ataque dos spackles, criaturas imaginadas pelo leitor como alienígenas que viviam no planeta de Todd antes dos humanos chegarem e explorarem as possibilidades de viverem por ali. Durante todo o livro você ficará aflito tentando descobrir o que é o ruído, por que Todd é obrigado a correr com seu cachorro para longe dos moradores de sua cidade e o que aconteceu com as mulheres naquele mundo. Patrick Ness escreve de uma forma genial grandes momentos de ação na história. Munido de uma faca, seu cachorro e acompanhado um outro personagem intrigante, Todd passa por situações inimagináveis! Fugindo no meio de uma floresta, ele é caçado, e a todo momento corre sério risco de vida. O livro tem uma forte crítica à religião. Isso vai se tornando evidente na medida em que respostas vão sendo apresentadas no desenrolar da trama. O fanatismo religioso está muito presente na personalidade dos moradores de Prentissburgo, e Todd, por ser a última criança de lá, não pode descobrir o segredo que se esconde por trás do ruído de todos. O livro conta ainda com uma linguagem e uma ortografia propositalmente errônea. Alguns exemplos são: cimitério, dimais, falano, dizeno, travisseiro e por aí vai. Todas essas coisas estão presentes no livro para enfatizar como é a vida de Todd, e pelo fatos de todos ali terem vivido em fazendas, proibidos de estudarem, e acabaram por se acostumar com certos vícios de linguagem. A Editora Pandorga é a responsável pela publicação dos livros aqui no Brasil. A tradução dos títulos também são alvo de comentários e indagações pelos leitores: o título original do livro é “The Knife of Never Letting Go”, volume 1 da trilogia “Chaos Walking”. Porém, o fato do título ser traduzido tão distorcidamente do original não interfere no entendimento da leitura.

o motivo patrick ness

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s